Procurador tenta matar juíza com faca dentro do TRF-3 em São Paulo

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO FLIPBOARD

Antes de ir ao gabinete da desembargadora, Assunção foi procurar outro desembargador, mas não o encontrou. Ele então desceu as escadas e invadiu o gabinete que estava imediatamente abaixo A juíza estava trabalhando em sua mesa e foi surpreendida pela invasão do procurador. Contudo, ela conseguiu se afastar de Assunção que, ainda tentou jogar uma jarra de vidro na direção de Filgueiras. Ao errar a tentativa, ele foi contido por pessoas que estavam no gabinete no momento. Assunção acabou preso em flagrante.

Caso Marielle: Operação prende esposa de ex-PM acusado de matar vereadora

Dançarina com maquiagem de zumbi tem crise de pânico e confunde médicos

‘Muito fogo e gritaria. Era a visão do inferno’: Carandiru, 27 anos depois

De acordo com relatos de testemunhas, Assunção parecia estar em estado de surto e intercalava frase sem sentido com frases de efeito, que tratavam de um suposto combate à corrupção no Brasil.

“Não bastasse a notícia recentemente divulgada de que um Procurador da República pensou em atentar contra a vida de um Ministro do STF, agora temos uma infeliz ocorrência no TRF de São Paulo. Para além de lamentar o ocorrido e se solidarizar com a vítima e todos os colegas do TRF, urge mais uma vez repensar os níveis de segurança das cortes e dos fóruns, em todo o país”, lamentou Jayme de Oliveira, presidente da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) ao site Conjur.

Já Fernando Mendes, presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), disse ao site que não pode se admitir qualquer ataque à magistratura. “A magistratura vem sendo atacada simbolicamente nos últimos tempos, e essa campanha nefasta na tentativa de desacreditar a instituição acaba estimulando o comportamento criminoso de indivíduos. Temos de dar um basta a isso.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *