Festa literária das periferias do Rio dará destaque para o feminismo

Apesar da ação preventiva dos órgãos de segurança do Estado do Rio de Janeiro e do policiamento ostensivo ao redor do Maracanã, os momentos que antecederam a partida entre Flamengo e Grêmio, nesta quarta pela Libertadores, foram marcados por tentativas de invasão de torcedores sem ingressos. A Polícia Militar e o BEPE precisaram entrar em ação e houve confronto. Até a publicação desta nota, não havia relato de invasão.

MSN Esportes: tudo sobre seu time

Foram relatados confrontos na na esquina da Rua Mata Machado com a Avenida Maracanã, com tentativa de invasão pelos acessos D e E, perto do Bellini. Com a ação dos policiais, houve “corre-corre” ao redor do estádio, chegando até à rampa da estação de metrô do Maracanã.

O início dos confrontos se deu por volta das 21h, quando mais de 50 mil torcedores já haviam entrado no Maracanã. Nos dias que antecederam a partida, o clube reforçou o pedido para a torcida entrar cedo no estádio.

A preocupação para este tipo de problema já existia entre os órgãos de segurança, e foram mobilizados mais de 800 policiais militares na operação da partida, além de 346 guardas de trânsito que ajudaram no bloqueio de ruas e barreiras de ingressos.

Vídeo: Pelé, 79 anos: relembre trajetória do Rei do futebol (Perform)

Curta a nossa página no Facebook para ver histórias semelhantes

Dê uma classificação geral para o site:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *