Bolsonaro sobre trocas no governo: ‘Nenhum ministro saiu por corrupção’

O presidente Jair Bolsonaro falou a apoiadores nesta terça-feira (19) sobre as trocas ministeriais no governo. Segundo ele, nenhum ministro deixou o cargo por acusações de corrupção.

“Nenhum ministro saiu por corrupção ou acomodação partidária. No passado, trocava centenas de ministros por ano e a imprensa falava nada”, disse o presidente em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília.

No último mês, três ministros deixaram o governo. O primeiro foi Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde, que foi substituído por Nelson Teich, exonerado no sábado (16) após pedido de demissão. O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro também deixou o governo após pedido de demissão.

Pelo segundo dia seguido, Bolsonaro evitou falar com a imprensa. Em resposta a um apoiador que reclamava das notícias sobre a pandemia do novo coronavírus, o chefe do Executivo recomendou: “É só você não ouvir a mídia, pô. Não ouve a mídia, não”.

“Parece que só querem o caos no Brasil, né?”, disse o presidente depois de ouvir críticas do apoiador relacionas às orientações veiculadas na imprensa para que a população fique em casa.

Bolsonaro disse ainda que “governadores de esquerda estão liberando a cloroquina agora”. A declaração foi feita em resposta a uma apoiadora que comentou o diagnóstico positivo para Covid-19 do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB).

*Com Estadão Conteúdo