Lula pede desculpas por fala sobre Covid-19 e diz que usou expressão errada

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se desculpou nesta quarta-feira (20) por uma fala que fez sobre a Covid-19. Em entrevista à revista Carta Capital, na terça (19), Lula disse que “ainda bem que natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus“. Hoje, ele reconheceu que a frase foi “infeliz”.

Em uma live no Facebook, Lula explicou que escolheu a expressão errada para se referir à doença, que já matou mais de 18 mil pessoas no Brasil. “Se tivesse falando ‘infelizmente’ em vez de ‘ainda bem’… Tentei usar uma palavra para explicar, que no menosprezado SUS, é no auge da crise que a gente começa a descobrir a importância da instituição. Eu sei uma frase totalmente infeliz que não cabia”, afirmou.

O petista, no entanto, ressaltou que não admite que a frase seja interpretada como se ele estivesse comemorando a doença. “Peço desculpa pela expressão ‘ainda bem’, mas também não posso aceitar que a partir daí digam que eu tava comemorando a pandemia”, disse.

Lula ainda disse que reconhece o sofrimento que a Covid-19 está causando na população brasileira e disse que ele próprio está em isolamento, comentando que ainda não conheceu pessoalmente uma neta que nasceu há poucos dias. “Quero aproveitar e ser solidário a todas as pessoas que têm parentes que morreram. Espero que, depois dessa desgraça toda, a gente possa ressurgir com um pouco mais de humanismo.”

O ex-presidente saiu em defesa do isolamento contra a propagação do vírus. “Acredito piamente que enquanto não tiver remédio a melhor solução para não pegar a doença é ficar em casa”, disse Lula.