RF apreende mercadorias falsificadas em depósito da capital paulista

Nesta segunda-feira, 20 de julho, a Receita Federal, através da Divisão de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp), iniciou ação em depósito clandestino de mercadorias localizado na cidade de São Paulo.

A operação de nome “Apate”, que foi um dos espíritos saídos da caixa de Pandora e que representava o engano, o dolo e a fraude, tem foco em mercadorias contrafeitas de origem estrangeira.

Conforme os levantamentos preliminares, espera-se a apreensão de cerca de 60 mil peças de roupas, 15 mil pares de calçados e 500 bolsas, com valor de mercado total de aproximadamente R$ 7,5 milhões.

A prática identificada lesa os comerciantes, importadores e produtores brasileiros que atuam na legalidade, subtrai os empregos legítimos e sonega tributos, que deixam de ser recolhidos aos cofres públicos.

Além da perda das mercadorias apreendidas, os responsáveis devem ser representados pelo crime de contrabando.