Abraham Weintraub é aceito como diretor do Banco Mundial

0
18

O ex-ministro da Educação Adaham Weintraub foi aceito na diretoria Banco Mundial. Segundo comunicado divulgado pela instituição na noite desta quinta-feira, 30, o economista conseguiu a quantidade necessária de votos — maioria simples — para ser eleito como diretor executivo. Ele representará Brasil, Colômbia, Filipinas, Haiti, Panamá, República Dominicana, Suriname e Trinidad Tobago no órgão até outubro.

Weintraub foi indicado ao cargo no Banco Mundial pelo governo de Jair Bolsonaro. Acusado de racismo contra chineses e de ameaçar ministros do o Supremo Tribunal Federal (STF), Weintraub deixou o Ministério da Educação (MEC) em junho, e em seguida viajou para os Estados Unidos. A exoneração do ministro, no entanto, só foi publicada quando ele já estava na Flórida. O governo federal confirmou que a carta de demissão foi entregue quando o economista já não estava no Brasil.