Presidente do Bercelona critica Arthur e diz que volta de Neymar é inviável

0
15

O presidente do Barcelona, Josep María Bartomeu, fez duras críticas ao meia Arthur, que acertou sua transferência para a Juventus para a próxima temporada, mas, ainda não se reapresentou ao clube catalão, com quem ainda tem contrato, depois da pausa nos campeonatos provocada pela pandemia da Covid-19. “Se as suas razões não forem justificadas, haverá uma multa, isso é certo. Além do fato de que um trabalhador, se ele não trabalha, não é pago. O que ele fez foi uma falta de respeito por seus companheiros de equipe, porque o time quer se sair bem na Liga dos Campeões. E também para o clube”, declarou o dirigente em entrevista publicada neste domingo, 02, pelo jornal espanhol “Sport”.

Arthur deixará o Barcelona em uma negociação que envolveu o meia bósnio Miralem Pjanic. O meia ainda deveria defender o clube catalão no restante da atual temporada, na disputa do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões, mas não voltou do Brasil depois da quarentena. “Arthur tinha uma oferta muito boa de um clube. Ele nos explicou e acontece que naquele clube há um jogador, Pjanic, que o Barça já estava interessado há algum tempo. E foi obtido um acordo. Mas a decisão de deixar o Barça foi tomada pelo Arthur. Porque aqui ele não tinha se consolidado como um jogador incontestável. Era um bom jogador, mas não indiscutível. Era um bom número 12, por assim dizer”, disse Bartomeu.

Ao ser questionado sobre outro brasileiro, o atacante Neymar, que deixou os ‘Blaugranas’ em 2017 e desde então tem especulado o seu retorno, o presidente do Barça afirmou que será difícil fazer grandes contratações. Isso porque, segundo ele, as finanças do clube foram abaladas pela pandemia. “(A volta de Neymar) É inviável. O clube deixou de receber 200 milhões de euros entre março e junho. E para a temporada 2020-2021 prevíamos receber 1,1 bilhão de euros, mas provavelmente teremos 30% menos”, explicou. Sobre Quique Setién, que chegou no meio da temporada para substituir Ernesto Valverde, Bartomeu lembrou que o técnico tem contrato para a próxima temporada e garantiu que em momento algum cogitou demiti-lo.

*Com informações da EFE