Brasil disputou metade das partidas pós-Copa sem Neymar; veja aproveitamento

Além de ter consolidado os bons números do técnico Tite à frente da seleção brasileira, a vitória por 2 a 0 diante do Uruguai, na noite de terça-feira, 17, foi marcada pela ausência de Neymar mais uma vez. O craque não pôde jogar em decorrência de uma lesão e isso tem se tornado recorrente. Desde a eliminação do Brasil na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, o camisa 10 foi desfalque na metade dos confrontos que o time nacional disputou. Ao todo foram 26 jogos. Neymar participou exatamente de 13. Isso, contudo, não significa que o rendimento da seleção tenha caído. Na verdade, sem sua referência dentro dos gramados, o Brasil manteve o mesmo aproveitamento: nove vitórias, três empates e uma única derrota.

Tite, apesar de admitir que o craque faz falta, avalia que manter o mesmo rendimento seja natural. “Em um lance individual, ele faz aquilo que ninguém imagina. Tem a clarividência de fazer Mas a gente tem que saber trabalhar. Fomos campeões da Copa América sem ele, sentindo a falta dele. É inevitável”, ponderou o treinador. Desde que Tite assumiu o comando do Brasil, em setembro de 2016, a seleção acumula 38 vitórias, 10 empates e apenas quatro derrotas. Isso em 52 jogos, o que atribui ao treinador um aproveitamento de quase 80%.

O zagueiro Thiago Silva avaliou que, apesar das ausências – não só de Neymar, já que a seleção acumulava oito desfalques (Rodrigo Caio, Fabinho, Philippe Coutinho, Pedro, Éder Militão, Casemiro e Gabriel Menino), – o bom resultado diante do Uruguai representa a força e determinação do grupo. “Acredito na força do grupo, determinação, o respeito ao nosso rival (Uruguai), que aqui dentro é muito forte. Embora a gente estivesse sem nossos principais jogadores, o principal, que é o Neymar, fizemos um grande jogo, conseguimos anular as principais jogadas do Uruguai, que é um adversário muito difícil. É motivo de muita alegria, muito orgulho desse grupo”, comemorou o defensor, após a vitória.

Agora o Brasil volta a campo apenas em março de 2021. A primeira partida acontece contra a Colômbia, fora de casa, em Bogotá ou em Barranquilla. Em seguida, Tite e seus comandados recebem a Argentina, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Neymar sentiu um desconforto muscular na coxa esquerda no início do amistoso contra a Nigéria

*Com informações do Estadão Conteúdo

 

Artigos Relacionados

Comentários

Compartilhar

Últimas Notícias

Treinador do Palmeiras, Abel Ferreira testa positivo para Covid-19

O Palmeiras informou nesta sexta-feira, 4, que o treinador Abel Ferreira testou positivo para a Covid-19, em exame realizado na última quinta-feira. Conforme comunicado...

Teste: consegue adivinhar qual é a princesa da Disney só com uma imagem?

<span class="hidden">–</span>CAPRICHO/Sestini/Reprodução As princesas da Disney são encantadoras, afinal quem nunca sonhou em ser uma também? Seus filmes e histórias fazem parte da vida de...

Grêmio vence Guaraní de novo e enfrenta o Santos nas quartas da Libertadores

As quartas de final da Copa Libertadores terá um confronto brasileiro. Na noite desta quinta-feira, 03, o Grêmio voltou a vencer o Guaraní, pelo...

São Paulo vence Goiás por 3 a 0 e assume a liderança do Brasileirão

O São Paulo aproveitou o jogo adiado com o Goiás e assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro –  ainda que de forma parcial, pelo...

Arsenal goleia o Rapid Viena na Europa League com volta de torcedores ao estádio

O Arsenal entrou em campo nesta quinta-feira, 03, precisando apenas de um ponto para se classificar às oitavas de final da Liga Europa e...