Vasco vence o Santos e segue na luta para sair da zona do rebaixamento

O Vasco venceu o Santos por 1 a 0 na tarde deste domingo, 20, em São Januário, na partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol do confronto foi marcado por Carlinhos, ainda no primeiro tempo, em bela jogada trabalhada pelo time mandante. Com o resultado, porém, o Gigante da Colina segue na zona de rebaixamento, ocupando a 17ª posição com os mesmos 28 pontos do Bahia, que está fora da degola devido ao critério de desempate. O Peixe, por sua vez, fica estacionado na oitava colocação, com 38 pontos.

No próximo domingo, 27, o Vasco volta a campo para visitar o Athletico-PR, na Arena da Baixada, em partida válida pela 27ª rodada e marcada para as 18h15 (de Brasília). No mesmo horário, o Santos recebe o Ceará, na Vila Belmiro. Das quatro visitas aos cariocas neste Brasileirão, o Santos somou apenas um ponto, no 0 a 0 com o Botafogo. No restante, perdeu para Fluminense (3 a 1), Flamengo (4 a 1) na rodada passada e agora do Vasco. Depois de cinco tropeços seguidos em São Januário, os comandados de Ricardo Sá Pinto ganharam a primeira em casa sob a batuta do português.

Num rápido contragolpe, com somente oito minutos de partida, Carlinhos fez o gol da vitória vascaína. No primeiro turno o Vasco já havia surpreendido com 2 a 2 na Vila Belmiro. Depois da bela e desgastante apresentação diante do Grêmio, pelas quartas de final da Libertadores, o Santos novamente teve muitas mudanças num jogo no Rio. Em cena rara, veio a campo com Soteldo e Marinho no banco de reserva. O venezuelano, recuperado da covid-19, mas sem chances de atuar 90 minutos, e o astro do time preservado por causa das dores musculares.

Para piorar, Pará e Jobson ainda se machucaram, Luan Peres estava suspenso e Lucas Veríssimo fora por causa da “briga” com a direção para ser negociado com o Benfica. Cuca optou por estreia de Fernando Pileggi na direita, e Alex Nascimento na defesa. Madson virou ponta. A estratégia, porém, sofreu um baque logo de cara. Num contragolpe, Léo Matos recebeu na direita e cruzou para Carlinhos aparecer bem na área. O meia desviou para abrir o marcador, com apenas oito minutos. Também com desfalques importantes de Neto Borges, Léo Gil e Talles Magno, o gol dava a tranquilidade necessária ao Vasco. Os cariocas foram seguros na marcação por boa parte da etapa inicial.

O Santos, por exemplo, só teve a grande oportunidade de empate aos 32. Alex Nascimento desviou de cabeça e Fernando Miguel fez milagre em voo de mão direita. No rebote, Madson parou em Léo Matos. Cinco minutos mais tarde, Kaio Jorge e Madson apareceram em papéis invertidos. O centroavante foi até o meio e deu belo lançamento para o lateral-direito improvisado na ponta. Ele arrancou e chutou a chance clara de gol para o alto. O Santos começou a chegar com perigo no ataque. Mas nada de buscar a igualdade. Cuca resolveu ousar no intervalo com as entradas de Soteldo e Bruno Marques na vaga de dois defensores. O Santos que já rondava a área vascaína e seria ainda mais ofensivo. As mudanças deixaram o Santos muito forte. Felipe Jonatan tabelou com Bruno Marques e quase empatou. Fernando Miguel salvou o Vasco com os pés. Vendo o Santos crescer, Sá Pinto resolveu implantar o esquema com três zagueiros e lançou Marcelo Alves. O 1 a 0 era gigante em suas pretensões. Cuca não pretendia, mas se viu “obrigado” a apelar para Marinho com a lesão muscular de Madson. E numa falta em Kaio Jorge surgiu a chance que o camisa 11 queria. Parou na barreira. Nova falta e a pontaria mais uma vez foi falha. O astro entrou mal no jogo e não conseguiu salvar o Santos de somar o sexto duelo seguido sem ganhar longe da Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 x 0 SANTOS

VASCO – Fernando Miguel; Léo Matos, Jadson, Leandro Castán e Henrique; Andrey, Marcos Junior (Bruno Gomes), Juninho (Marcelo Alves) e Carlinhos (Yago Pikachu), Vinícius (Gustavo Torres) e Cano (Tiago Reis). Técnico – Ricardo Sá Pinto.

SANTOS – John Victor; Fernando Pileggi (Bruno Marques), Luiz Felipe (Soteldo), Alex Nascimento e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Sandry (Lucas Lourenço); Madson (Marinho), Lucas Braga e Kaio Jorge (Marcos Leonardo). Técnico – Cuca.

GOL – Carlinhos, aos 8 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Jadson e Henrique (Vasco).

ÁRBITRO – Ricardo Marques Ribeiro (MG).

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL – São Januário, no Rio (RJ).

*Com Estadão Conteúdo

Artigos Relacionados

Comentários

Compartilhar

Últimas Notícias

Internacional goleia o São Paulo por 5 a 1 e assume liderança do Campeonato Brasileiro

O Internacional venceu o São Paulo por 5 a 1 em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro e assumiu a liderança da...

Grêmio e Atlético-MG empatam em 1 a 1 e perdem chance de se aproximarem da liderança

O confronto entre a defesa menos vazada e o melhor ataque do Campeonato Brasileiro terminou empatado. Com um gol no fim de Everton, o...

São Paulo x Internacional: assista à transmissão da Jovem Pan ao vivo

O jogo entre São Paulo e Internacional, válido pelo Campeonato Brasileiro, acontece nesta quarta-feira, 20. A Jovem Pan apresenta todas as emoções do duelo...

Com gol de CR7, Juventus vence o Napoli e garante primeiro título de Pirlo

Com gol de Cristiano Ronaldo, a Juventus derrotou o Napoli por 2 a 0 e garantiu o título da Supercopa da Itália. Essa foi...

BC decide manter juros básicos em 2% ao ano

A taxa vigorará nos próximos 45 dias