10 Séries que nos surpreenderam em 2020

<span class="hidden">–</span>CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Se teve uma coisa que fizemos este ano foi assistir série. Com a pandemia do coronavírus e o isolamento social, tivemos um tempinho extra no nosso sofá para maratonar os melhores títulos. E foram várias mesmo, desde minisséries, outras mais longas, e ainda novas temporadas. Com elas, ficamos com vontade de aprender a jogar xadrez e até mesmo de passar as próximas férias em Paris.

Para relembrar todas as melhores produções que assistimos esse ano, a CAPRICHO selecionou um top 10 de séries. Vem ver se você também maratonou alguma dessas séries.

10. Dash & Lily 

A série com temática natalina aqueceu nossos corações e nos fez entrar na vibe da melhor época do ano. Os desafios que Dash e Lily trocam em seu caderninho, o jeito que eles se conectam por enigmas, mesmo parecendo ser completamente diferentes: ele odeia o Natal e ela simplesmente o ama. Tudo isso nos prende do início ao fim e faz com que queiramos saber logo se eles de fato irão se encontrar. A trama de Dash & Lily é curta, não tem um enredo muito elaborado, mas é um ótimo entretenimento. Vale lembrar que ela é baseada em um livro de mesmo nome que possui uma continuação, o que nos faz ter esperança de que uma segunda temporada realmente aconteça. 

9. Julie & The Phantoms

Kenny Ortega nos surpreendeu com Julie & The Phantoms, inspirada na versão brasileira de Julie e os Fantasmas. Com uma trilha sonora incrível, a trama gira em torno de Julie, uma garota que perde seu encanto pela música após a morte da mãe, mas ao encontrar três fantasmas no antigo estúdio de sua casa, essa paixão retorna mais forte do que nunca. A verdade é que não tem como não se encantar por Luke, Reggie e Alex, amigos fantasmagóricos que são muito divertidos. É uma bela história que nos ensinou sobre amizade e a importância de seguirmos nossos sonhos.  

Quer saber algumas curiosidades sobre a trama e o elenco da série? Acompanhe a entrevista feita pela CAPRICHO.

8. Elite

Nós amamos uma série em um colégio, com adolescentes, ainda mais quando envolve mistérios. A terceira temporada de Elite foi marcada por um grande crime, reviravoltas românticas, mas um de seus pontos fortes com certeza foi a aproximação de Lucrecia (Danna Paola) e Nadia (Mina El Hammini), no ano de formatura em que todos estão preocupados com o futuro e a faculdade. Apesar de muito intensa, os caminhos para descobrir quem foi o assassino se assemelham aos das temporadas anteriores.

7. Supernatural

A saga dos irmãos Winchester chegou ao fim, para a tristeza dos Hunters. Apesar de alguns acharem que de algumas forma a série tinha saturado, ainda assim ela conseguiu manter o ar fraterno e trazer outros personagens apaixonantes. Não é à toa que a #SPNFamily continua firme e forte. Mesmo mantendo um tom de despedida, a última temporada não deu aos fãs um de seus maiores pedidos: o encontro dos aliados dos Winchester, Crowley (Mark Sheppard), Gabriel (Richard Speight Jr.) ou Kevin (Osric Chau). Apesar disso, ainda nos debruçamos em lágrimas com o final, após 15 anos de história.

6. O Mundo Sombrio de Sabrina

Os acontecimentos sombrios de Greendale continuaram na terceira parte da série, quando Sabrina (Kiernan Shipka) e seus amigos vão até o inferno para salvar Nick (Gavin Leatherwood). A série é cheia de reviravoltas, novos mistérios a cada instante, o que pode deixar tudo um pouco confuso, mas ainda assim a entrada de novos personagens, bruxos que querem controlar o mundo, por exemplo, foi essencial para a trama. Ainda acompanhamos Sabrina contrariando seu destino de reinar o inferno e estamos esperando ansiosamente (e até um pouco tristes) pelo desfecho da história que chega no dia 31 de dezembro na Netflix

Continua após a publicidade

5. Dark

Até agora estamos o próprio meme da Nazaré tentando entender o final de Dark. Apesar de um enredo complexo, cheios de reviravoltas e enigmas, a trama nos prende do início ao fim (ou do fim ao início?), pois junto com os personagens, vamos tentando descobrir o que realmente acontece nos dois mundos, como o presente, passado e futuro estão conectados e principalmente qual a relação entre os personagens. Há novo integrantes no elenco, que é impecável, principalmente em relação à semelhança entre as gerações. A última temporada da série deu um desfecho compreensível e sem volta. Winden é uma loucura e nós amamos isso.

4. Sex Education

Sex Education sem dúvida deve ser enaltecida. A produção é criativa, cativante e delicada, ao mesmo tempo que fala de forma sincera sobre assuntos ligados à sexualidade humana, considerados tabus, mas que são extremamente relevantes. E claro, a trama não seria o sucesso sem os seus personagens incríveis como Otis (Asa Butterfield), Eric (Ncuti Gatwa) e Maeve (Emma Mackey), que foram ainda mais explorados nesta temporada. A série tem uma ótima sacada para mostras como os assuntos sobre sexo, quando não é bem conversada entre os jovens, reflete nos adultos e caba virando um ciclo sem fim de desinformação. E exemplo disso temos o episódio da Clamídia, doença sexualmente transmissível, na qual as pessoas do colégio, incluindo professores e funcionários, acharam que ela passada pelo ar.

3. Emily em Paris

Como amantes da moda, Emily em Paris nos conquistou de primeira. A série acompanha Emily (Lily Collins), uma executiva da área de marketing que sai de Chicago, nos Estados Unidos, e vai viver sua vida dos sonhos em Paris, na França. Lá ela se mete em várias encrencas profissionais e amorosas, mas sempre muito bem vestida. Ficamos apaixonadas por todos os looks que a jovem usou, cheios de referências, inclusive queremos uma bucket hat para ontem. Ou seja, com a sua história leve, a série foi um conforto em meio ao caos de 2020.

2. Eu Nunca… 

Eu Nunca… realmente foi um verdadeiro sucesso da Netflix em 2020. A série gira em torno de Devi, uma menina geek que está em busca de se tornar popular. Para isso, ela traça um plano para perder a virgindade com Paxton, o garoto mais popular do colégio. Inicialmente você pode pensar que a série é superficial, mas a verdade é que ela nos surpreende com o seu jeito delicado e humorado de falar da adolescência, fase um tanto complicada, né? Assim, série nos traz uma protagonista cheia de falhas, mas com muitas qualidades também, o que a torna verdadeira e fácil de se identificar. Para além de apenas dramas escolares, a dramédia aborda temas sem tabu, autodescobertas e como enfrentar seus problemas.   

1. O Gambito da Rainha

O Gambito da Rainha chegou de mansinho, mas em poucos dias já se tornou um sucesso da Netflix. E não é para menos. A trama segue a vida de Beth Harmon, impecavelmente interpretada por Anya Taylor-Joy, de olhos expressivos, que aprende a jogar xadrez no orfanato e se torna um verdadeiro prodígio. Beth enfrenta o universo machista do xadrez, seus próprios vícios e medos e obsessão. Acompanhar a enxadrista em sua busca pelo título de campeã mundial e é emocionante, de fazer até roer as unhas.  A série nos faz refletir sobre a sociedade em que vivemos, onde uma mulher dotada de conhecimento considerados “predominantemente masculinos” assusta e intimida. Ai ai, deu até vontade de aprender a jogar xadrez, né? 

Conta para a gente qul foi a série que você mais curtiu em 2020.

Continua após a publicidade

Artigos Relacionados

Comentários

Compartilhar

Últimas Notícias

Bolsonaro chama Doria de “moleque” e “calcinha apertada” e Datena fica em silêncio

Bolsonaro ataca João Doria em entrevista a Datena (Imagem: Reprodução – SBT – TV Cultura / Montagem – RD1) O presidente Jair Bolsonaro (sem partido)...

Carlos Bolsonaro ironiza “panelaço” de Luciano Huck e bolsominions associam Angélica a pênis de borracha

Carlos Bolsonaro ataca Luciano Huck em rede social (Imagens: Reprodução / Globo – Instagram) Assustado com o panelaço proposto por Luciano Huck e apoiado por...

MPRJ denuncia 11 pessoas por incêndio no Ninho do Urubu que matou 10 adolescentes

Nesta sexta-feira, 15, o Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou à Justiça 11 pessoas envolvidas no incêndio no Centro de Treinamentos de Regatas...

CBF altera data do clássico entre Santos e Corinthians no Brasileirão

A classificação do Santos à final da Libertadores fez a CBF alterar novamente o calendário do Campeonato Brasileiro Série A. O clássico entre Santos e...

K-pop: Entenda qual será o futuro do grupo GOT7

As especulações sobre o possível disband do grupo GOT7 tomaram conta das redes sociais nos últimos dias. Isso porque Park Jinyoung, CEO da JYP...