Da plantação ao armazenamento: conheça a produção de vinho

Parece muito simples, mas existem muitos processos que afetam a qualidade final do vinho. Marco Antonio Carbonari, dono da vinícola Villa Santa Maria, diz que para que o vinho chegue à mesa, o caminho é longo e interessante. Desde o momento da colheita até o engarrafamento, a produção do vinho passou por várias etapas, confira quais são:

1ª etapa: plantio

Dependendo da variedade da uva e do estágio de maturação (algumas variedades amadurecem mais cedo do que outras) e das condições climáticas. Ele é planejado minuciosamente para oferecer as melhores condições às uvas, como a posição das frutas em relação ao sol.

2ª etapa: colheita

Na colheita, a fruta é cuidadosamente verificada para encontrar inconformidades e são selecionadas manualmente. Ainda durante a colheita, Marco Antonio Carbonari diz que alguns testes são feitos para determinar se era o momento ideal para retirá-las, pois se o processo for antecipado ou atrasado, o álcool e a acidez irão mudar.

3ª etapa: industrialização

Depois de sair da vinha, as uvas entraram no processo de produção industrial. Primeiro, são descarregados na esteira para verificar novamente a condição da fruta. Após essa etapa, são separados em ramos separados e, se for vinho branco, é transportado para os dois cilindros responsáveis ​​pela extração do suco. Durante o processo de extração, as uvas liberam os taninos macios presentes nas cascas e sementes. Para a produção de vinho tinto, a extração é feita por gravidade: as uvas são dispostas uma após a outra em tanques de aço inoxidável e, com o peso comprimido da fruta, o líquido é extraído.

4ª etapa: fermentação

Durante o processo de fermentação, toda “mágica” acontecerá. A levedura se alimenta do açúcar natural do suco de uva e o converte em álcool e dióxido de carbono. A primeira decisão do enólogo nesta fase é escolher se fermenta o vinho em tanques de aço inoxidável ou barricas de carvalho. Marco Antonio Carbonari também diz que a temperatura de fermentação também é um fator importante para o sucesso da vinificação. Para vinhos brancos e rosés, quanto mais baixa for a temperatura de fermentação, melhor, pois mantém seu aroma e sabor mais delicados.

5ª etapa: engarrafamento e comercialização

Após todas as etapas, o vinho é engarrafado e colocado numa adega posicionada horizontalmente onde entra em contacto com a rolha e impede a entrada de oxigénio, causando perda de sabor até estar pronto para a comercialização.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar

spot_imgspot_img

Últimas Notícias