Maio Amarelo: dicas de segurança para motoqueiros, por Marcio Alario Esteves

O número de acidentes e mortes de motociclistas, como uma das principais vítimas do trânsito, aumentou quase 7% no último ano. Marcio Alario Esteves, grande apreciador do setor automobilístico, diz que este número cresce ainda mais nos grandes centros urbanos, principalmente na pandemia onde teve aumento de motocicletas correndo por todas as cidades como instrumento de trabalho.

Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução de acidentes de trânsito. O objetivo do movimento é colocar em pauta o tema de segurança e promover ações amplas de estimular a população a conhecer mais sobre o assunto e saber como evitar mortes. É por isso que as medidas de prevenção e a prática de uma pilotagem defensiva, junto com os equipamentos de segurança adequados são tão importantes para os motoqueiros. Confira alguns deles a seguir.

Capacete e outros acessórios

O uso do capacete é um item obrigatório, tanto para quem está pilotando quanto para o(a) garupa. O corpo sob a moto já está exposto, sem usar capacete a região craniana, o rosto e o maxilar ficam altamente vulneráveis a risco de acidente. Marcio Alario Esteves explica que o vestuário também é um acessório de segurança, assim como óculos, luvas e calçados adequados, pois dependendo da cor, por exemplo, deixa o motoqueiro mais visível na via, principalmente à noite. Além disso, todos esses EPIs podem fazer a diferença ao receber um forte impacto.

Velocidade

É fundamental respeitar os limites de velocidade da via, pois isso torna muito mais propenso o risco de acidentes e ainda mais vulnerável o piloto sob duas rodas, que tem ainda mais chances de ter o corpo projetado contra outro veículo ou com o asfalto. Se a velocidade for muito alta, o impacto é ainda maior.

Sinalização

Marcio Alario Esteves diz que os motoqueiros devem seguir as mesmas leis de trânsito que qualquer outro veículo na via. Ou seja, não é porque está em uma moto que o piloto tem o direito de ultrapassar tudo e todos, passar por faróis vermelhos e não sinalizar seus atos. Tudo isso coloca a segurança da pessoa que está na direção e de outras ao redor em risco, além de ocasionar multas. O Ministério dos Transportes afirmou em 2018 que 53,7% dos acidentes são ocasionados por imprudência ou negligência humana, seja por desrespeito às leis ou por falta de atenção.

Manutenção preventiva

Para que a direção da motocicleta seja feita em segurança, é preciso manter a manutenção da mesma sempre em dia. Fazer um check-up pode evitar dores de cabeça, falhas inesperadas e morte. É imprescindível fazer a revisão periódica do veículo, chegando o óleo, freios, pneus, setas e motor

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar

spot_imgspot_img

Últimas Notícias