Em pesquisa, Luciano Huck é melhor que Haddad na disputa contra Bolsonaro

Luciano Huck

Luciano Huck
Luciano Huck ganha força em pesquisa de intenção de voto (Imagem: Reprodução / Globo)

Faltando pouco menos de 2 anos para a eleição de 2022, Jair Bolsonaro (sem partido) encontrou um adversário inesperado para a próxima disputa à presidência da República: Luciano Huck. O artista ficou em melhor situação do que o ex-presidenciável Fernando Haddad (PT).

O apresentador, que já manifestou o desejo pelo cargo máximo do Executivo, mas não deu nenhuma resposta oficial sobre sua decisão, apareceu próximo do “capitão” em uma nova pesquisa eleitoral.

A XP promoveu uma nova pesquisa de intenções de votos para a próxima eleição, e no embate do segundo turno entre Bolsonaro e Huck, a diferença entre os dois foi de apenas 7 pontos percentuais: 40% para o atual presidente e 33% para o apresentador da Globo.

O marido de Angélica ficou em um nível melhor na comparação com Haddad. Com ele na disputa, enquanto Bolsonaro apareceu com 45%, o escolhido pelo ex-presidente Lula para a eleição de 2018 ficou com 35% dos votos.

O placar mais apertado ficou no embate entre Jair e Sergio Moro, ex-juiz e ex-ministro da Justiça. Enquanto o primeiro ficou com 36% dos votos, o segundo apareceu na cola com 34%, ou seja, tecnicamente empatados.

O post Em pesquisa, Luciano Huck é melhor que Haddad na disputa contra Bolsonaro apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.

Artigos Relacionados

Comentários

Compartilhar

Últimas Notícias

Balança comercial tem superávit de US$ 1,1 bilhão em fevereiro

Resultado é o mais baixo para o mês em sete anos

Confiança deixa de ser homogênea entre os segmentos da indústria

ICEI teve resultados setoriais difusos em fevereiro

Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás

Reajuste será nas refinarias e entra em vigor nesta terça

Asfixia silenciosa por Covid-19: ‘Não senti nada, mas meus pulmões estavam tomados’, diz jovem

Apesar de não apresentar febre, tosse ou falta de ar, a engenheira de produção Bruna Chagas, de 33 anos, procurou o atendimento de saúde...

O ar que me falta

Três razões tornaram a leitura do livro de Luiz Schwarcz uma experiência fulminante